3° Feirão do Imposto detalhou a dura realidade dos impostos no país


21 de Maio de 2018
3° Feirão do Imposto detalhou a dura realidade dos impostos no país

Expositores apresentaram os preços das mercadorias com e sem impostos. Algumas alíquota chegam a 70% do produto

Com o slogan “Pague 2, Leve 1”, a terceira edição do Feirão do Imposto conscientizou a comunidade de Araguaína sobre o peso que os tributos tem nos produtos e bens comprados todos os dias. O evento é fruto da parceria entre a Associação Comercial de Araguaína – ACIARA Jovem, Centro Universitário UNITPAC e Confederação Nacional dos Jovens Empresários – CONAJE.

Durante toda a última sexta-feira (18) acadêmicos e visitantes puderam conferir de perto o quanto é pago em impostos sobre cada um dos 100 produtos expostos no Feirão, uma iniciativa válida, segundo o estudante do curso de Direito, Lucas de Oliveira.

“Muitos não sabem quanto do nosso dinheiro vai para o governo. E Muito do que pagamos acaba não voltando para a população, acaba sendo desviado pela corrupção”, pontuou Lucas.

O evento mobilizou cerca de cinco mil pessoas, como contou o diretor da ACIARA Jovem, Diego Acácio.

“Recebemos muita gente durante todo o dia, a receptividade foi muito boa, o pessoal veio, olhou e participou bastante, se interessaram pela proposta do evento e saíram daqui bem informados sobre o quanto pagam em impostos”, destacou Diego.

“Um trabalho de formiguinha”

Professora no ITPAC e parte da comissão organizadora, Juliana Carvalho Piva comentou que o feirão está cumprindo o seu objetivo.

“A gente tem visto que nesses últimos anos as pessoas têm entendido mais a realidade dessa questão dos impostos, das mercadorias que tem comprado. É um processo de formiguinha, mas eu acho que a gente precisa insistir cada vez mais nessas atitudes, nessas ações para conscientizar de fato a população sobre essa realidade”, enfatizou Juliana.

O feirão se tornou parte do calendário de atividades do acadêmico Raphael Fernandes Brito. “Eu acompanhei os últimos eventos e acho maravilhosa a proposta que eles têm, a de mostrar como os impostos interferem na nossa vida, no nosso dia a dia, como o preço daquilo que a gente utiliza vai as alturas devido a eles”, disse.

O quanto pagamos e o quanto é nosso

A cara tributária em alguns produtos é tão alta que o consumidor acaba pagando quatro produtos e levando apenas um, como é o caso dos produtos de perfumaria e maquiagem, com 70% de tributos. Quer um carro? Dos R$ 77.720,00 pagos por SUV, 48,2% ficam com o governo na forma de impostos. Precisa de uma cama nova para o cachorrinho da família? Dos R$ 100,00 pagos, só R$ 81,84 ficam com o empresário, 22,20% viram impostos.

Um absurdo

Maria Vitória de Jesus é acadêmica do terceiro período do curso de Contabilidade e participou ativamente da organização e também expositora de produtos. Para ela é irreal o valor cobrado em tributos.

“A maioria da população não sabe o imposto que incide na mercadoria, muitos produtos tem uma alíquota absurda e que acaba não voltando para a população na forma de serviços básicos como saúde, saneamento e lazer”, pontuou Maria Vitória.