ACIARA presta apoio e solidariedade à mobilização da OAB pela morte do advogado Danilo  


1 de setembro de 2017
ACIARA presta apoio e solidariedade à mobilização da OAB pela morte do advogado Danilo   

Na tarde do último dia 31, A Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA e a ACIARA Jovem prestaram apoio à mobilização realizada pela Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Araguaína, em homenagem ao advogado Danilo Sandes, assassinado no fim do mês de julho, em pleno exercício da profissão.

 Os presidentes Márcio Parente (ACIARA) e Jefferson Silva (ACIARA Jovem) participaram do encontro entre os advogados da cidade com o presidente da OAB nacional, Cláudio Lamachia, que veio à Araguaína manifestar sua solidariedade à família de Danilo e participar de uma caminhada pedindo o fim da violência.

 “Estamos aqui em nome de mais de um milhão de advogados do Brasil em virtude deste brutal assassinato. Trouxemos membros da direção do Conselho Federal da Ordem e queremos demonstrar à sociedade brasileira que não toleraremos jamais este tipo de situação. O Danilo foi assassinado por força do seu exercício profissional, essa foi uma agressão ao estado democrático de direito”, disse Cláudio.

 Presidentes de cinco seccionais da OAB também participaram do ato, assim como o presidente da OAB Tocantins, Walter Ohofugi, e o da subseção da OAB em Araguaína, José Quezado. “Esta é uma justa homenagem ao Danilo e um reforço à defesa da nossa profissão. Essa mobilização foi para mostrar que estamos todos unidos, advogados e todas as classes, pelo fim da violência”, comentou José Quezado.

 O presidente da ACIARA frisou que a morte do advogado Danilo é mais que um alerta sobre a insegurança de inúmeras classes profissionais e da sociedade como um todo. “Nós, do comércio, estamos diariamente expostos à criminalidade e conhecemos de perto todos esses riscos. Participamos desta mobilização para dar o apoio necessário pelo fim da violência e prestar a nossa solidariedade à família do Danilo”, disse Márcio.

 Os advogados e demais membros da sociedade civil caminharam da sede da OAB Araguaína até a Praça das Bandeiras reivindicando mais atenção à Segurança Pública.