ACIARA recebeu Mauro Carlesse para conversa com empresários


10 de Maio de 2018
ACIARA recebeu Mauro Carlesse para conversa com empresários

O governador e candidato respondeu perguntas sobre impostos, diálogo com a classe produtiva e custeio da máquina pública

Empresários de Araguaína tiveram um encontro com o governador interino e candidato a governador para as eleições suplementares de 3 de junho, Mauro Carlesse, na sede da Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA, no último dia 9. Ao lado do prefeito da cidade, Ronaldo Dimas, e autoridades políticas municipais e estaduais, Carlesse falou dos projetos em andamento no governo e apresentou algumas plataformas eleitorais.

Juliane Carneiro, diretora executiva da ACIARA, representou a presidente em exercício, Hélida Dantas, durante o encontro e viu com bons olhos o interesse de diálogo da classe política estadual com os empresários da cidade.

“Acreditamos que esta é uma forma de reconhecer a importância de Araguaína para a economia do Tocantins, já que somos os maiores geradores de tributos e empregos para o Estado. Esta aproximação com o Executivo sempre foi um pleito da ACIARA em todas as gestões passadas e assim continuará. E esperamos que o Governo esteja sempre aberto às nossas demandas”, afirmou Juliane.

Responsabilidade

Após as apresentações, Carlesse respondeu a algumas perguntas dos presentes. Ronaldo Dias, empresário e diretor da ACIARA, abordou a necessidade da máquina pública se adequar ao cenário econômico em que está inserida.

“O orgão público precisa ser encarado como uma empresa. Por isso precisamos saber quais os projetos que o Governo tem para romper de forma efetiva com a morosidade das decisões, gastos acima da arrecadação e a necessidade de fiscalização inteligente de tributos e da concorrência desleal aos empresários”, questionou.

O governador ressaltou que lentidão do poder público é um reflexo da ausência de projetos. “Se houver projetos bem elaborados, os servidores trabalham e a máquina funciona. O mau governo joga a conta para o empresário. Quando o empresário gera emprego, diminui a dependência do poder público para empregar e isto reduz o custo público”.

Receptividade e impostos

O empresário Rodrigo Mocó Bravo pediu a palavra e disse que os empresários têm consciência que a carga tributária estadual não vai reduzir tão cedo, mas é fundamental que seja mantida como está, pelo menos.

“Mas para isso é necessário que o Governo mantenha sempre um canal aberto de diálogo com os empresários, que os secretários sejam receptivos à classe produtiva. Tem também que haver incentivo fiscal para que empresas de fora se interessem pelo Tocantins”, colocou Rodrigo.

Carlesse concordou que não pode mais haver aumento de impostos e isso só seria justificado em um cenário em que há comprometimento sério com a redução dos custos da máquina pública. Ele ainda assegurou que as portas estarão abertas para os empresários, que precisam estar presentes nas decisões do governo que impactam a economia

Mentalidade empreendedora

Carlesse lembrou que é empresário e tem a mesma preocupação de todos, que é a economia do Tocantins e o desenvolvimento. “E o empresário é fundamental neste ciclo. Tudo o que for preciso fazer para crescermos, vamos fazer com os empresários. A participação da ACIARA neste cenário é fundamental. Tudo o que a gente precisa é que os empresários estejam conosco. É um movimento de mudança. Quando o governo não tem projeto, o primeiro a ser penalizado é o empresário e logo em seguida a população”, disse o governador.

 Estabilidade

O prefeito Ronaldo Dimas considera prejudicial para o Estado a situação de entra e sai de governador e acredita que o mais sensato é ter responsabilidade neste momento para dar a segurança da continuidade à população pelo menos até o fim do ano. Ele ainda parabenizou a ACIARA pela postura.

“A ACIARA vem cumprindo com o seu papel, receber os candidatos e escutá-los. O nosso empresariado é bem representativo e importantíssimo para todo o Estado do Tocantins”.