Continuidade da oficina sobre estoques mobilizou empresários de Araguaína


1 de outubro de 2018
Continuidade da oficina sobre estoques mobilizou empresários de Araguaína

Promovido pela ACIARA, o treinamento tem foco nas vendas de fim de ano e lotou auditório da associação

Um grupo grande de colaboradores do comércio de Araguaína especialistas em estoque lotou o auditório da Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA para a continuidade da oficina Gestão Estratégica de Estoques, promovida entidade no último dia 29 de setembro;

De acordo com o diretor de Comunicação da ACIARA, Wellington Rodrigues Fernandes, a associação empenhada na realização de diversas modalidades de treinamento com foco nas vendas de fim de ano. “É uma data muito importante para todas as empresas e elas precisam estar preparadas para receber os clientes, tanto com seu estoque, como com a sua equipe de vendas, que também já foi motivo de treinamento”, destacou.

A oficina

O engenheiro e mestre em economia empresarial, Alexandre Pinheiro, prendeu a atenção dos presentes enquanto falava sobre os conceitos básicos de estoque, as boas práticas de gestão de mercadorias, as maneiras de identificar itens em excesso, itens em falta e itens sem movimentação, além das ferramentas para garantir a exatidão dos estoques.

“A intenção é que participantes implementem os conceitos aprendidos durante a oficinas nas empresas onde trabalham, porque um estoque bem gerido, evita perdas, que é um dos grandes problemas das empresas hoje em dia”, reforçou Alexandre.

Benefícios para a empresa

Uma das partes mais importantes na administração de uma empresa é manter o estoque equilibrado, sem deixar que falte os itens que o cliente procura, porque armazéns cheios de produtos é o mesmo que dinheiro parado perdendo valor.

O responsável pelo controle de estoque de uma rede de supermercados de Araguaína, Edmilson de Araújo, entendeu a necessidade de se manter atualizado. “O conhecimento adquirido durante todo o dia vai trazer benefícios para mim como profissional, para a empresa onde trabalho e para os clientes, todos só têm a ganhar”, explicou.