ACIARA e Procon atualizam empresas de materiais para construção sobre os direitos dos consumidores


15 de abril de 2019
ACIARA e Procon atualizam empresas de materiais para construção sobre os direitos dos consumidores

A palestra faz parte do projeto entre ACIARA e Procon para atualizar as empresas sobre a lei

Dando continuidade às ações do projeto entre a Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA e o Procon Tocantins, os empresários e colaboradores do ramo de materiais de construção civil participaram de uma palestra de orientação sobre o Código de Defesa do Consumidor.

Os participantes tiraram as principais dúvidas sobre a relação de consumo e pontos importantes como as formas de pagamento, tabela de preço, garantia legal do produto, direitos dos empresários, venda casada e troca de mercadorias.

Para o conciliador do Procon, João Antônio Moreira, o objetivo do projeto é levar primeiro a orientação aos empresários.

“A gente acredita que esse trabalho preventivo é importante para o fornecedor e consumidor. É ruim para os dois que existam problemas nessa relação. Por isso o Procon trabalha para que exista caminhos necessários para resolver problemas antes que aconteça”, frisou.

Trabalho preventivo

A diretora da ACIARA, Juliane Carneiro, também destacou essa série de palestras para todos os ramos do comércio de Araguaína.

“A importância é que cada vez mais possamos melhorar essa relação consumidor e empresário. O foco da ACIARA é que as empresas estejam melhores para que evitem multas por causa de irregularidades com o direito do consumidor. Todos ganham com isso”, pontuou.

Solucionar dúvidas

O empresário José Alexandre afirmou que o bate-papo serviu muito para solucionar dúvidas sobre os direitos do consumidor. Ele conta que até como empresário já sofreu práticas abusivas de fornecedor.

“Uma indústria só me vendia um tipo de produto se eu comprasse outro, ou seja, venda casada. Essa prática é abusiva e aprendi isso com os fiscais do Procon. Essa palestra foi de grande importância, pois solucionou e orientou às empresas”, disse.

“É sempre importante ações como essa que esclarecem os empresários antes de qualquer fiscalização. Conheci mais os direitos e deveres e vou alinhar tudo isso na minha empresa”, avaliou Francisco José, empresário participante.