Rodada de Negócios da Suzano Papel e Celulose contou com apoio da ACIARA


24 de janeiro de 2017
Rodada de Negócios da Suzano Papel e Celulose contou com apoio da ACIARA

Em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Araguaína – ACIARA, ITPAC, SENAI e SEBRAE, a DVF Consultoria conduziu a primeira Rodada de Negócios entre empresários da região norte do Tocantins e a Suzano Papel e Celulose, indústria instalada em Imperatriz, no Maranhão, desde dezembro de 2013.

Segundo Caleb Borsói, responsável pelo Departamento de Compras da Suzano, a região de Araguaína tem muito potencial para atender não só a fábrica, mas também os trabalhos desenvolvidos nas florestas distribuídas em várias cidades do entorno. “Há uma demanda de serviços e equipamentos grande nessas regiões. A ideia é facilitar nossa compra e alavancar ainda mais o comércio das cidades. Já tivemos um primeiro contato com os empresários locais ainda no ano passado e averiguamos que Araguaína tem total condição de nos atender”.

O presidente da ACIARA, Márcio Parente, deu as boas vindas aos empresários participantes e reforçou a grande oportunidade que está sendo estendida para o comércio local. “Uma das nossas metas como entidade é justamente catalisar essa aproximação das grandes indústrias, como a Suzano, com nossos lojistas. Vislumbramos um futuro bastante promissor com essa parceria”.

Durval Vieira de Freitas, responsável pelo DVF Consultoria, chamou a atenção para a nova cultura de negociações que está aparecendo em Araguaína. “A vinda da Suzano vai motivar os empresários a investir em negócios com grandes empresas, é uma cultura diferente. Quando você fornece para a indústria, o sistema de vendas é outro e essa adequação à diversidade econômica é ótima para o empresariado”.

Ainda segundo Durval, há um potencial de fornecer pelo menos R$ 630 milhões por ano em serviços e produtos na região que compreende Araguaína, Marabá e Imperatriz.

Durante a apresentação, os organizadores do encontro exibiram vídeos de apresentação da Suzano, o potencial de produção e as demandas por serviços e equipamentos. Foram mostrados também o passo a passo para se cadastrar no Programa de Desenvolvimento de Fornecedores, os prazos a serem cumpridos, exigências documentais, certificações, entre outros critérios .

Confira as imagens:
[print_gllr id=9200]